X

Blog Braspag

E-commerce, negócios e tudo sobre a Braspag em forma de notícias.

13 de Setembro de 2016

Como as novas tecnologias mudam as estratégias de marketing das empresas?

A evolução tecnológica e a digitalização dos processos do dia-a-dia estão transformando nossas vidas de forma silenciosa. O smartphone parece fazer parte do corpo humano, de tal forma que boa parte da população não consegue viver mais sem ele.

Esta verdadeira revolução nos hábitos e formas de relacionamento têm impactos diretos em todas as verticais de negócios, alguns de forma mais acentuada do que outros. Um segmento particularmente afetado e em transformação é o da comunicação.

Talvez um primeiro choque de transformação neste segmento tenha ocorrido com o advento do Google, que quebrou paradigmas permitindo a comunicação para o long tail*, mas também afetou a estratégia publicitária de todas as marcas. Mídias sociais contribuíram logo após, para mais um baque nos pilares até então dogmáticos da comunicação. Segundo pesquisa da IAB Brasil (Interative Advertising Bureau) em conjunto com a Comscore, o investimento em mídia digital no País foi de R$ 9,3 bilhões em 2015. A previsão para 2016 é que estes investimentos cheguem a R$ 10,4 bilhões, crescimento de 12% em relação ao ano anterior.

Não é à toa que muitos canais de mídia tradicionais entraram em crise, encolheram ou se transformaram procurando entender o novo alcance do digital. Marcas modernas das mais valiosas, como Google e Uber não anunciam em TV ou jornais, o que há uma década pareceria impossível para se atingir o alcance global e rápido de percepção, com o conhecimento e preferência do público-alvo.

O caso do Uber é até mais emblemático, pois parece que ele se fortalece com a “antipropaganda”, promovida por agentes tradicionais (cooperativas de táxis) lutando de forma insensata contra a evolução disruptiva e irreversível desta nova forma de locomoção urbana.

O público consumidor gasta cada vez menos tempo nas mídias tradicionais, pois o conteúdo digital domina sua atenção em todo momento e permite maior interação com produtos e marcas, podendo gerar resultados positivos e até negativos se a estratégia não for bem elaborada e executada.

Uma pesquisa da PwC estima que, em 2019, o Brasil terá 33,6 milhões de usuários de banda larga fixa e o crescimento do gasto do anunciante em publicidade na internet deve crescer 122%. Por isso, estratégias de marketing precisam utilizar este canal de comunicação dominante, mas ao mesmo tempo ultra segmentado de forma bastante inteligente, o que pode exigir uso de novas tecnologias para poder fazer chegar mensagens relevantes em momentos particulares e atingir o público da forma desejada.

O comércio eletrônico, por sua vez, aprendeu na prática esta necessidade, pois o segmento evoluiu em paralelo ao desenvolvimento dos canais digitais de comunicação. Embora seja o segmento com o maior domínio do “Digital”, talvez este conhecimento não seja tão homogêneo e sim, um grande desafio para as novas lojas online e, principalmente, para operações multicanal que nasceram no mundo físico e agora se lançam no online.

*Long tail (cauda longa) é um termo criado pelo escritor norte-americano Chris Anderson para designar nichos de mercado, sendo que a busca de diversos itens específicos pode ultrapassar a busca por itens famosos.

 

Gastão Mattos
CEO da Braspag, empresa do grupo Cielo e líder em soluções de pagamento para e-commerce da América Latina.

02 de Agosto de 2016

Braspag possibilita teste de serviços antes da contratação

A Braspag, empresa do grupo Cielo e líder em soluções de pagamento para e-commerce na América Latina, com o objetivo de facilitar o trabalho dos desenvolvedores na integração com os seus serviços, disponibiliza o API REST: pacote de soluções que facilita o aumento da conversão, que concentra gateway de pagamentos, gestão de recorrências, armazenamento seguro de cartões de crédito, antifraudes externos e análise comportamental através da função Velocity Check Braspag.

O público conta com o ambiente Sandbox (https://cadastrosandbox.braspag.com.br), que requer apenas um pequeno cadastro para experimentar a integração com todas as soluções Braspag antes mesmo de contratar o serviço. “Isso oferece mais agilidade dos processos, além disso, a linguagem JSON proporciona uma integração mais intuitiva e comunicação mais ‘leve’ de dados, acelerando o tráfego das informações e tornando o trabalho do desenvolvedor mais fácil e rápido”, explica Manuela Dantas, responsável por Produtos e Inovação na Braspag. Além disso, facilita também a integração com o formato para dispositivos móveis, possibilitando ao lojista utilizar a tendência omini-channel, oferecendo serviços multicanais para aumentar a satisfação dos consumidores.

Segundo Gastão Mattos, CEO da Braspag, “a possibilidade de experimentar nossos serviços antes da contratação permite que o lojista saiba exatamente o que está adquirindo, além de utilizar todos os recursos com mais eficácia. Após a aquisição, a integração é extremamente ágil, o que auxilia o aumento da conversão, nosso principal objetivo”, aponta.

O pacote API REST também possui suporte para múltiplas linguagens de programação, desempenho otimizado e diversos recursos de segurança, incluindo a função Velocity Check Braspag. O manual disponível online inclui diversos exemplos de fácil entendimento, com mensagens de retorno objetivas, inclusive, para detectar com facilidade diversos tipos de erros a fim de revertê-los da melhor forma possível, auxiliando no aumento da conversão.

14 de Julho de 2016

Braspag oferece soluções que aumentam a conversão em até 20%

Esperar cerca de dois minutos na fila de uma loja para concluir um processo de compra, parece rápido e aceitável. Mas e se para comprar em uma loja online fosse necessário este mesmo tempo?

 

Um dos fatores que mais afeta a conversão de vendas no comércio eletrônico é o abandono de carrinho. Segundo estudo da Baymard Institute, as taxas de abandono de carrinho podem chegar até 68%, dependendo das dificuldades encontradas pelo consumidor durante o processo de compra.

“A relação com o tempo é diferente nos ambientes físico e online e neste último o senso de urgência é maior”, explica Gastão Mattos, CEO da Braspag, empresa do grupo Cielo e líder em soluções de meios de pagamento para e-commerce na América Latina. “Há uma sensação de perda de tempo quando o site demora mais de um segundo para responder, pois a ideia de tecnologia é diretamente ligada à eficiência e à agilidade. Além disso, a alta diversidade da rede instiga a busca de outros sites”, pontua.

A Braspag garante que o processo de finalização da compra seja realizado em frações de segundo, permitindo que o lojista tenha mais eficiência em seus negócios e o aumento da sua conversão, graças ao seu data center capaz de dobrar o processamento de transações nacionais e internacionais.

Outras soluções da empresa também permitem reduzir as perdas com abandono de carrinho. Uma delas é o Cartão Protegido, que resgata rapidamente o carrinho de compras em caso de desistência com pagamento virtualizado – funcionalidade para a compra com apenas um clique com total segurança para lojista e usuário. De acordo com a VWO eCommerce Survey, 13% dos carrinhos abandonados ocorrem por preocupações com a segurança do pagamento. A Braspag prioriza as questões de segurança, para tanto possui uma arquitetura robusta de data centers com alta capacidade de processamento e segurança, além de certificações internacionais como o PCI DSS 3,1.

Além disso, a Braspag oferece outras soluções utilizadas no processo final de compras que também viabilizam o aumento da conversão como:

·         Retentativa Braspag: reprocessa automaticamente as transações não finalizadas por problemas sistêmicos, eliminando o trabalho do consumidor em refazer a compra, caso os dados estejam corretos. o cartão seja válido e possua limite disponível;

·         Super Débito Braspag: que determina automaticamente se a transação será efetuada via cartão de débito ou débito online de acordo com os parâmetros de aceitação de bandeira/emissor de cada lojista, trazendo ao usuário melhor experiência de compra e mais próxima do mundo físico.

O lojista ainda pode contar com o Braspag Analytics, solução de big data que oferece informações sobre perfil de compra, dados por segmento e comparativos com todo o mercado, possibilitando a elaboração de estratégias avançadas para atrair o usuário e se destacar perante a concorrência.

A somatória do uso destes serviços permite incrementar a conversão de vendas em até 20%. Atualmente, a taxa média de conversão do e-commerce brasileiro é de 1,46%, ou seja, menos de 1,5% de compras são efetivadas em comparação ao total de acessos realizados na loja virtual. Todas as soluções estão disponíveis também para mobile.

“A missão da Braspag é possibilitar a melhor conversão de vendas possível. Isso também garante satisfação do consumidor, que pode aproveitar a comodidade do e-commerce com agilidade e segurança”, explica Mattos.