Como funcionam os preparativos para a Black Friday de uma empresa de pagamentos?

Como funcionam os preparativos para a Black Friday de uma empresa de pagamentos?

Muito se fala dos preparativos dos lojistas e consumidores para a Black Friday: estoque, ofertas, destaques no site, agilidade de navegação entre outros, ou guardar dinheiro para aproveitar as promoções e se atentar com o uso dos dados para evitar fraudes, por exemplo. Mas, pouco se sabe sobre toda a infraestrutura que existe por trás para que a data promocional seja um sucesso para lojistas e usuários.

É de conhecimento comum que as vendas aumentam abruptamente em datas promocionais, principalmente na Black Friday. Por isso, é necessário que essa infraestrutura seja reforçada, mesmo que já seja altamente robusta, além de planos de continuidade e reforço de instruções para todo o time. É nos bastidores que a mágica acontece!

Na Braspag, por exemplo, as ações para a data mais importante do e-commerce iniciam 3 meses antes.

Na Braspag, por exemplo, as ações para a data mais importante do e-commerce iniciam três meses antes com a preparação das equipes com relação aos diversos indicadores para monitoramento dos clientes, reavaliação de infraestrutura, data center, disponibilidade dos sistemas e dos parceiros.

Além disso, são realizados testes de estresse em todo o ambiente tecnológico para evitar imprevistos. Simulações de aumento abrupto de volume também ocorrem para evitar quaisquer surpresas. O importante é trabalhar na prevenção para eliminar as chances de qualquer eventualidade. Todas essas ações fazem com que a empresa identifique pontos de melhoria em todas as suas áreas.

Em momentos de pico previamente mapeados, funcionários de todas as áreas são acionados para monitorar todas as ações e oferecer a maior disponibilidade. A possibilidade de um ambiente elástico faz com que tudo se adeque aos momentos de maior número de vendas, podendo realizar qualquer adaptação em questão de minutos, mesmo que o número total de transações processadas aumente 5 ou 6 vezes em relação ao volume normal. Neste ano, o pico de vendas deve ocorrer por volta das 11h.  Em 2019, a Braspag estima que as vendas devem registrar 57% de aumento.

As tentativas de fraude aumentam significativamente durante períodos promocionais, por isso, os serviços de prevenção são reforçados. Outro ponto crucial é a segurança. 

A Braspag, em parceria com a Cybersource, está oferecendo um serviço especial de revisão manual das transações que requerem uma análise mais profunda para seus clientes. Ao invés de ocorrer em até 12h como usual, as transações são analisadas em até 4 horas, o que ajuda na estratégia de vendas dos clientes. A revisão é feita via sistema, por meio de APIs. A equipe também avalia outras formas de ataques, como esvaziamento de estoques, a fim de evitá-los. Além de tudo isso, a Braspag conta com a certificação PCI 3.2.1 em todos os seus produtos, o que demonstra a adesão às normas internacionais de segurança. A empresa também está participando da revisão da versão 4.0 da certificação, que deverá entrar em vigor em 2021.

A Braspag é o único gateway brasileiro integrante do Regional Engagement Board, conselho consultivo do PCI Security Standards Council.

Diferentemente da Black Friday e Cyber Monday norte-americana, a Black Friday brasileira é focada mais no e-commerce e muitas vezes conta com promoções antecipadas, por isso é tão importante preparar-se com vários meses de antecedência. Com todas essas ações, a Black Friday na Braspag só tem um caminho: o do sucesso!

Atila Duarte

Head de Compliance
Braspag



Como podemos lhe ajudar?