Promoções vazias: não é só de preço que vive o consumidor

Perfil Braspag

5 de novembro de 2020

Business

Promoções vazias: não é só de preço que vive o consumidor

Mais do que a melhor oferta, o cliente procura confiança.  Se o produto não é fácil de encontrar, se não existem muitas opções de pagamento, se a loja virtual tem uma avaliação ruim ou se o prazo de entrega é muito longo, oferecer descontos e abrir promoções mirabolantes não adianta muito, não é mesmo? Essa foi o principal tema da discussão que trouxemos para um dos webinars da semana Braspag Black Friday Kickoff 2020, quando reunimos grandes especialistas do mercado entre eles Fernanda Nascimento, fundadora e diretora de planejamento e estratégias da Stratlab, e Erick Buzzi, vice-presidente de CX, da SAP.

Customer Experience

O CX, ou Customer Experience, nada mais é do que a percepção que o cliente tem da sua marca, do seu produto ou serviço – seja ela positiva ou não. No ecossistema da tecnologia, chamamos de CX todas as soluções que vão contribuir para que as empresas se conectem melhor com os seus clientes, seja por meio de um e-commerce, marketplace, atendimento, vendas, ou seja, independentemente do meio, deve-se buscar a melhor experiência para o cliente em qualquer parte da jornada.

Logística e Atendimento

É claro que o consumidor quer um bom preço. Mas a experiência do cliente tem cada vez mais protagonismo e especificamente na Black Friday, o CX vai ser extremamente avaliado em dois pontos principais: o primeiro refere-se à entrega – incluindo obviamente as estruturas de logística -, e o segundo ao atendimento (seja no momento da venda ou no pós). Afinal, se haverá atraso na entrega de um produto, por que não antecipar e levar o status ao cliente? O cliente não quer que tudo seja perfeito, mas que a empresa seja transparente com ele.

Como se preparar?

Em função da pandemia, muitas empresas acabaram de entrar no universo digital. Portanto é essencial estar atento no desenvolvimento da plataforma – que precisa ser fluida, com poucos cliques, boas imagens e descrição dos produtos. Além de atendê-lo bem, o objetivo é superar suas expectativas, fazer com que o cliente não somente conheça o seu produto e serviço, e torne-se um fã da sua marca.

A Black Friday é data chave para o varejo, e o marketplace é uma ferramenta que vem democratizando o mundo online, dando oportunidade para outras empresas aparecerem e venderem. Onde estará o diferencial em quem vai ou não se destacar? No CX!

Anote aí: para estar preparado para a Black Friday 2020 – que promete ser histórica – é necessário estar atento a:

Mais do que a melhor oferta, o cliente procura confiança.  Se o produto não é fácil de encontrar, se não existem muitas opções de pagamento, se a loja virtual tem uma avaliação ruim ou se o prazo de entrega é muito longo, oferecer descontos e abrir promoções mirabolantes não adianta muito, não é mesmo? Essa foi o principal tema da discussão que trouxemos para um dos webinars da semana Braspag Black Friday Kickoff 2020, quando reunimos grandes especialistas do mercado entre eles Fernanda Nascimento, fundadora e diretora de planejamento e estratégias da Stratlab, e Erick Buzzi, vice-presidente de CX, da SAP.

Customer Experience

O CX, ou Customer Experience, nada mais é do que a percepção que o cliente tem da sua marca, do seu produto ou serviço – seja ela positiva ou não. No ecossistema da tecnologia, chamamos de CX todas as soluções que vão contribuir para que as empresas se conectem melhor com os seus clientes, seja por meio de um e-commerce, marketplace, atendimento, vendas, ou seja, independentemente do meio, deve-se buscar a melhor experiência para o cliente em qualquer parte da jornada.

Logística e Atendimento

É claro que o consumidor quer um bom preço. Mas a experiência do cliente tem cada vez mais protagonismo e especificamente na Black Friday, o CX vai ser extremamente avaliado em dois pontos principais: o primeiro refere-se à entrega – incluindo obviamente as estruturas de logística -, e o segundo ao atendimento (seja no momento da venda ou no pós). Afinal, se haverá atraso na entrega de um produto, por que não antecipar e levar o status ao cliente? O cliente não quer que tudo seja perfeito, mas que a empresa seja transparente com ele.

Como se preparar?

Em função da pandemia, muitas empresas acabaram de entrar no universo digital. Portanto é essencial estar atento no desenvolvimento da plataforma – que precisa ser fluida, com poucos cliques, boas imagens e descrição dos produtos. Além de atendê-lo bem, o objetivo é superar suas expectativas, fazer com que o cliente não somente conheça o seu produto e serviço, e torne-se um fã da sua marca.

A Black Friday é data chave para o varejo, e o marketplace é uma ferramenta que vem democratizando o mundo online, dando oportunidade para outras empresas aparecerem e venderem. Onde estará o diferencial em quem vai ou não se destacar? No CX!

Anote aí: para estar preparado para a Black Friday 2020 – que promete ser histórica – é necessário estar atento a:

  • boa plataforma = performance;
  • novos entrantes? Faça o básico, corresponda as expectativas dos clientes;
  • negocie bem o preço e o prazo com fornecedores;
  • invista em mídias e marketing; uma dica é pensar em geolocalização;
  • Logística: entrega rápida e ajustada;
  • checkout bem desenhado;
  • pesquisa de satisfação;
  • atendimento de forma a acompanhar o consumidor durante toda a jornada e claro, no pós-venda.

Se quiser conferir o vídeo na íntegra, clique abaixo:

Open chat
Como podemos lhe ajudar?